Blog

Fique por dentro das novidades da 2SV Sports

Pelo desafio de conciliar esporte e estudo, Cerda trocou o futebol chileno pela oportunidade de estudar nos EUA
December, 19 2017
  • soccer
  • showcase

As histórias de sucesso da 2SV ultrapassam fronteiras e os caminhos que escrevemos no intercâmbio esportivo-acadêmico vão além da rota Brasil-Estados Unidos.

Eleito Calouro do Ano 2015-16 pela Universidade de Michigan, uma das mais prestigiadas dos Estados Unidos, o chileno Ivo Cerda prova que é possível se superar em campo e também nas salas de aula.

"Para mim é tudo uma grande paixão", afirma Cerda, agora um júnior. "Eu não vejo o estudo como uma tarefa difícil. Se eu posso usar meu tempo para aprender mais, por que não?".

Natural de Santiago, Chile, e sempre em busca de grandes desafios, Ivo Cerda foi incentivado pela mãe Nadefhka, psicóloga, e pelo pai Hector, economista, a buscar a melhor qualificação independentemente de seus objetivos de vida e carreira.

Depois de terminar o ensino médio, Cerda passou um ano e meio jogando com a primeira equipe do Clube de futebol da Universidade Católica. O estudo não ficou de lado e, nas horas vagas, ele sempre procurava ocupar-se lendo livros. Enquanto seus amigos jogavam videogames ou dormiam entre sessões de treinamento, ele estudava.

Foram seus pais quem indicaram a Cerda o trabalho da 2SV. Com inglês avançado não foi difícil para o jovem aceitar o novo desafio e logo estava participando do Disney Showcase na Flórida. Ao fim do evento de cinco dias, várias faculdades demonstraram interesse em recrutá-lo, incluindo Michigan.

"Eu me lembro de fazer minha visita oficial logo após esse torneio", disse ele. "Eu absolutamente me apaixonei por tudo - os edifícios, a cultura, mesmo as cores da universidade. Eu honestamente não podia acreditar".

Cerda está obtendo seu diploma de graduação em biologia celular e molecular com o sonho de um dia tornar-se médico. Ele planeja prosseguir com a carreira profissional no futebol após a temporada 2018, mas tem planos para obter seu mestrado caso não prossiga nos gramados.

"Ao pensar no corpo humano, tudo é moldado tão perfeitamente. Os mecanismos biológicos têm sentido", explicou. "Eu sempre pensei: Uau, todas essas partes estão trabalhando juntas de maneira tão perfeita. Eu queria saber tudo sobre isso e usar esse conhecimento para ajudar as pessoas. Esse é o meu propósito".

Após a conclusão da temporada, Cerda quer se envolver em um laboratório de pesquisa no campus. Uma das áreas em que ele tem interesse é biomecânica de lesões, especializada em modelagem 3D do cérebro. Esse caminho reúne tudo o que ele está interessado: neurologia, tecnologia, cérebro e sistema nervoso.

No campo, Cerda ajudou a impulsionar a mudança da equipe através da liderança. Ele é um dos três capitães e quase sempre pode ser visto batendo palmas, incentivando e encorajando seus companheiros de time.

Tornar-se um líder não é um de seus objetivos. Mas, assim como tudo em sua vida, ele não se esquiva em melhorar.

"É uma grande honra, mas também uma grande responsabilidade", disse ele. "Você precisa ser o cara que vai motivar os outros que podem ter cometido erros e dizer: Não se abata, vamos adiante! Eu sou muito apaixonado por tudo o que eu faço e eu tento deixar isso contagiar meus colegas de equipe. Nós temos um ótimo grupo e você pode ver isso nos resultados. Eu acho que isso começa com a liderança".

Campeão na Conferência BIG TEN pela Universidade de Michigan e eleito Academic All-America First Team pela College Sports Information Directors of America, Cerda divide o campo com colegas do Canadá, Gana, Inglaterra e Estados Unidos.

Se ainda estivesse no Chile, Cerda possivelmente estaria se dedicando apenas aos estudos e ao desafio de ser um médico brilhante. Estudando nos Estados Unidos ele pode conciliar esporte e estudo e escolher onde vai brilhar.

"Vir para os Estados Unidos foi uma benção", disse ele. "Michigan me proporcionou a oportunidade de me tornar uma pessoa melhor. Vou tentar tirar o máximo proveito disso. Isso significa fazer aulas mais difíceis, desafiando-me, aprendendo com outros alunos e faculdades. Essas coisas, para mim, têm um valor inestimável", finaliza.


Posts relacionados