Blog

Fique por dentro das novidades da 2SV Sports

Movido a desafios: Rafael di Maio detalha todos os passos de um caminho de sucesso do Brasil até os EUA.
December, 19 2017
  • soccer
  • florida cup

A trajetória de todo jogador de futebol brasileiro é mais ou menos parecida e passa pelas categorias de base de algum clube na árdua caminhada até chegar ao time profissional. Mas quantos desses jovens ficam pelo caminho e abandonam o sonho de vencer no esporte? Quantos deles abandonam os estudos e atrasam grande parte de seu desenvolvimento pessoal e profissional?

O trabalho da 2SV Sports & Education é abrir as portas da vida acadêmica, esportiva e profissional nos Estados Unidos com foco em preparação e oportunidades valiosas para seus clientes.

Rafael di Maio contou com nosso apoio para planejar e executar sua ida para uma universidade americana onde pôde estudar e desenvolver-se como jogador e profissional do futebol.

Com passagem pela própria 2SV como estagiário, tendo atuado no apoio ao São Paulo FC na Flórida Cup 2017di Maio conta em nosso blog todo o caminho percorrido até se tornar treinador de futebol nos Estados Unidos, onde ajuda no desenvolvimento de jovens.

Acompanhe abaixo esse bate papo e venha com a 2SV escrever o seu caminho.


Como foi sua trajetória nos estudos e esporte até conhecer o trabalho da 2SV?

Acredito que a minha trajetória esportiva foi parecida com a de muitos adolescentes que buscavam um futuro como jogador profissional no Brasil. Comecei em escolinha, joguei na várzea, joguei em diversos times amadores, treinei com a base do Palmeiras, mas nunca me fixei em um lugar onde prosperava um futuro sólido no esporte. Enquanto isso, era um estudante bem mediano. Cheguei a repetir de ano no colegial, e nunca achei que fosse ter condição acadêmica para entrar numa boa faculdade, até descobrir a 2SV.

Uma vez nos EUA, houve dificuldade na adaptação em sala de aula e nos campos?

A minha maior dificuldade não foi o inglês e nem o estilo de jogo Americano dentro de campo. Minha maior dificuldade foi ajustar minha rotina de estudos para o padrão esperado e exigido dentro do ambiente acadêmico da minha universidade. Tive sim uma certa dificuldade com o idioma, mas isso foi superado relativamente rápido. Contei com ajuda de amigos para me adaptar ao estilo de estudo Americano, e logo me adequei ao que era requisitado dentro da sala de aula.

Você jogou futebol por 6 meses na Austrália. Como foi a experiência? Quais as diferenças com o soccer?

Minha experiência na Austrália foi fantástica! Fui pra lá devido a uma parceria da minha faculdade com uma das maiores universidades da Austrália (University of Wollongong). A princípio, fui com intuito de aprender sobre uma nova cultura e vivenciar um estilo de vida diferente. Quando cheguei lá, descobri que existia um time de futebol universitário e me inscrevi para os testes que coincidentemente começariam 2 dias depois da minha chegada ao campus. Passei na avaliação e logo comecei a treinar e jogar semanalmente. O nível individual de jogadores era muito bom, mas deixavam a desejar na questão de seriedade de treinamento. Joguei por todos os 6 meses que estive lá e levo muitas boas memórias dos amigos que fiz dentro e fora de campo.

Como foi seu período enquanto atleta e estudante no Hannover College?

Minha vida de estudante-atleta foi absolutamente incrível. Vivi situações que nunca imaginei que viveria. Conheci pessoas que me ajudaram muito na minha formação como homem, e viajei para lugares que nunca vou esquecer. Cresci imensamente e amadureci muito rápido.

Outra coisa muito legal foi que durante o último semestre da faculdade, consegui uma bolsa de 100% (3 mil dólares) através de um concurso de redações para estudar espanhol no México por 1 mês. Passei esse período em Mérida e Cancún com tudo pago pela faculdade.

O futebol foi muito generoso comigo e eu sou e sempre serei muito grato a tudo que me foi proporcionado nesses últimos 4 anos.

Você estagiou na 2SV. Quais tarefas executava? Isso contribuiu de que maneira para seu crescimento profissional?

Durante o meu estágio na 2SV Sports, em São Paulo, eu aprendi muita coisa, desde Microsoft Excel, até como se portar em um ambiente de trabalho. Por causa da minha ida à Austrália, dividimos o meu estágio em 2 partes. Durante a primeira parte (Janeiro/Fevereiro 2016), eu prestava assistência a todos no escritório. Era como se fosse um “faz tudo”, o que me possibilitou aprender coisas em diversas áreas da empresa. Já na segunda parte do estágio (Julho/Agosto 2016), eu tinha uma função de ser o primeiro contato da empresa. Ajudava pessoas que buscavam entender melhor a 2SV através de telefonemas explicativos, e também tinha uma grande responsabilidade, que era de analisar a ficha de possíveis futuros estudantes-atletas da empresa, e julgar se o candidato se encaixava no nosso padrão de trabalho. Essa experiência contribuiu demais para o meu crescimento profissional, pois além do que foi aprendido durante o estágio, foi daí que eu consegui uma chance de trabalhar na Flórida Cup 2017.

Durante a Flórida Cup você acompanhou o São Paulo. Conte um pouco das atividades que você realizou, dos contatos com atletas, pessoal do clube.

Durante a Flórida Cup, eu convivi com a delegação do São Paulo FC por mais ou menos 20 dias. Ficamos alojados durante grande parte da pré-temporada do clube na IMG Academy, na Flórida. Meu trabalho era intermediar a comunicação entre o clube e o torneio. Ajudava na organização de logística, operacional e planejamento. Fiz muitos contatos dentro e fora do clube. Converso com alguns jogadores e membros da comissão técnica até hoje, e me sinto muito sortudo por ter sido parte desse projeto.

Agora em Minnesota você vai trabalhar como treinador em categorias de base. Fale um pouco da experiência anterior, na Califórnia, e dessa nova empreitada. Como tem contribuído e o que ainda espera fazer pela formação de jovens jogadores de futebol nos EUA?

Logo após o término da faculdade, comecei a trabalhar como treinador de futebol numa empresa chamada Challenger Sports, para crianças e adolescentes no sul da Califórnia. Foi uma experiência muito boa que me fez crescer demais como profissional, mas muito como pessoa também. Morei em Orange County – Califórnia por 6 meses, e nos últimos 3 meses trabalhava como, além de treinador, assistente de diretores regionais que cuidavam da venda e divulgação de programas esportivos pela região de Los Angeles, o que me possibilitava atuar tanto dentro de campo, mas também na parte administrativa da empresa.

A Challenger Sports tem vários escritórios pelos Estados Unidos, e também tem vínculo com a TetraBrazil, que é um segmento brasileiro dentro da empresa. Pela melhor oportunidade financeira e maior chance de desenvolvimento profissional, decidi encerrar o meu ciclo na Califórnia e focar em um dos projetos que me foi apresentado pelos coordenadores da TetraBrazil. Vim para Minnesota para tentar continuar no ramo de treinador, mas com um objetivo de ajudar fora de campo para a expansão do clube que trabalho (EURO F.C.). Estou aqui atrás de aprendizado profissional, e penso que essa deve ser a minha maior motivação nessa etapa da minha vida.

E essa experiência como youtuber? De onde surgiu o interesse em criar um canal para contar suas experiências e dia a dia nos EUA? O que espera dele para o futuro?

Esse projeto do Youtube começou faz muito pouco tempo e está tomando uma proporção muito grande pra mim. Eu sempre tive vontade de criar um canal no Youtube, mas nunca tive ideias de um conteúdo que poderia ser útil para outras pessoas. Nunca quis fazer algo só por fazer, sem intuito de ajudar os outros. Eu decidi então tirar essa ideia do papel e colocá-la prática. Estou usando o futebol como ferramenta para que eu possa atingir um público que veja em mim um exemplo de dedicação e força de vontade. As vezes me sinto muito sozinho e é bem difícil passar por desafios sem a minha família por perto, o que torna o Resenha Soccer Clube uma maneira de eu me sentir mais perto dos meus familiares e amigos, e também de me motivar todos os dias para que eu possa estar sempre correndo atrás dos meus objetivos.

O que eu não imaginava era que eu ia gostar tanto assim do processo de criação de vídeo. O trabalho por trás da criação de cada vídeo é muito divertido. Estou descobrindo uma criatividade em mim que não sabia que existia, o que já me faz sentir que esse projeto está valendo a pena. É uma forma de me reinventar todos os dias, e estou percebendo que isso é exatamente o que eu preciso nessa fase da minha vida.

Por favor, visitem meu site e meu canal no Youtube:

Site: http://www.resenhasoccerclube.com.br/

Canal: https://youtu.be/1DBvQtAPnKw

E se precisarem daquele apoio para praticar esportes e se desenvolverem acadêmica e profissionalmente nos Estados Unidos, procurem a 2SV e sejam felizes.


Posts relacionados