Blog

Fique por dentro das novidades da 2SV Sports

Desacreditada com o esporte no Brasil, ela foi brilhar nos EUA e colecionar conquistas no saltos ornamentais.
November, 23 2017

Muitos caminhos se perdem, mas também se encontram ao longo de sua busca pela melhor formação, por melhores condições para praticar seu esporte favorito.

Não foi diferente com Mônica Amaral, estudante-atleta 2SV Sports & Education e praticante de saltos ornamentais representando a University of West Florida (UWF) onde se forma esse ano em Building Construction.

"Um amigo sugeriu que eu tentasse o programa de student-athlete nos EUA. Decidi topar, mas não tinha ideia por onde começar até que lembrei que o namorado de uma grande amiga tinha postado fotos jogando bola em South Carolina. Foi por ele que conheci a 2SV", conta Mônica.

A 2SV cuida de toda a preparação acadêmica e física, além de toda a assessoria ao longo do processo de obtenção de bolsa e ingresso nas instituições americanas.

"A 2SV foi quem fez toda a magia acontecer, transformando o que era uma ideia em uma meta. A verdade é que meu processo foi na velocidade da luz. Eu fechei com a 2SV em outubro e em janeiro eu estava chegando aos EUA. Tadeu e Herman fizeram acontecer MESMO! Sou muito grata a eles por isso", ressalta a saltadora.

Craque nos saltos e também nos estudos, Mônica Amaral colecionou conquistas individuais e para sua universidade ao longo de sua passagem pela UWF.

"Nos saltos temos apenas dois eventos, o trampolim de 1 e de 3 metros. Eu representei a UWF em 3 Conferences Championships e 3 Nationals. Nos torneios da conferência conquistei dois ouros e uma prata nos saltos de 1 metro e três ouros nos saltos 3 metros. Fui "Diver of the Meet" (melhor saltadora do evento) nos 3 anos. Já nos nacionais obtive dois ouros e um bronze nos saltos de 1 metro. Nos saltos do trampolim de 3 metros foram dois ouros e uma prata, fechando com seis premiações de All-American e sendo duas vezes "Diver of the Year"(melhor saltadora do ano)" relata a estudante-atleta.


"Na parte acadêmica fui duas vezes Academic All-American 1st Team, a primeira na historia da faculdade", se orgulha Mônica.

Perto de fechar seu ciclo como estudante-atleta no EUA, Mônica Amaral credita ao esporte um grande peso em sua formação pessoal: "Pratico saltos desde os 6 anos, então todo o ambiente esportivo me moldou para ser quem eu sou hoje. Minha experiência aqui nos EUA foi muito mágica, mas o que mais me tocou foi o “reencontro” com o meu amor pelo esporte. Eu estava muito frustada como atleta no Brasil e pude me reinventar aqui".

E continua, enfatizando a importância de poder praticar um esporte e estudar fora do país: "Eu acredito que muitos dos jovens atletas me entendem com relação a essa frustração. Infelizmente ser atleta no Brasil é loucura. Aqui eu aprendi o que é ser parte de um time de verdade. O respeito entre os atletas e técnicos é impressionante. É a prática do esporte na sua forma mais pura. E eu, como uma amante do esporte, fiquei encantada", finaliza.

Mônica Amaral fez questão de deixar um recado para os jovens que buscam histórias inspiradoras como a sua, e que sonham em estudar e praticar esportes nos EUA.


"Jamais deixe alguém dizer o que você pode ou não fazer. Eu saí do Brasil como última no meu time para brilhar representando os Argonauts (apelido dos estudantes da University of West Florida). Às vezes a gente só está no lugar errado e eu agradeço muito a 2SV por ter me ajudado a encontrar o meu lugar no mundo", encerra.

Posts relacionados